Tulipa ERP

Confira agora mesmo o que é a curva ABC e como funciona

Um dos maiores desafios na gestão empresarial é conseguir dar o devido peso e valor a questões importantes para o rumo do negócio. Por exemplo: quais são os clientes que dão mais retorno para a empresa?

JUNTE-SE AO TIME DE PESSOAS DE SUCESSO

Entre para nossa lista exclusiva e receba com prioridade conteúdos novos toda semana

Um dos maiores desafios na gestão empresarial é conseguir dar o devido peso e valor a questões importantes para o rumo do negócio. Por exemplo: quais são os clientes que dão mais retorno para a empresa? E quais são os que abrem mais reclamações? Quais são os produtos que mais vendem e que são responsáveis pela maior parte do faturamento?

Para responder a esses questionamentos, a curva ABC é um excelente instrumento. Ela se baseia no princípio de Pareto, também conhecido como regra 80-20, que afirma que, em uma determinada quantidade de eventos, cerca de 80% dos efeitos advêm de apenas 20% das causas.

Neste artigo, vou explicar melhor o que é a curva ABC, como funciona e quais os benefícios que seu uso pode trazer para as empresas. Acompanhe!

O que é a curva ABC?

A curva ABC é um método para agrupar itens de acordo com a sua importância, seja para a geração de receita e lucratividade de uma empresa, seja por algum outro critério que se queira estabelecer. Ele tem origem na teoria de Vilfredo Pareto que, no século XIX, fez um estudo mostrando que 80% da riqueza da população italiana estava nas mãos de apenas 20% da população.

Essa análise logo se mostrou muito útil no mundo dos negócios. Um executivo da General Electric, por exemplo, ao analisar problemas relacionados à qualidade dos produtos, percebeu que 80% dos defeitos vinham de 20% dos fatores possíveis. Da mesma forma, ficou constatado que 80% das riquezas das empresas se devem a 20% dos produtos ou clientes.

Veja a seguir como essa teoria evoluiu na curva ABC.

Como funciona a curva ABC?

Os estudos se aprofundaram e passaram a classificar as causas em A, B e C. No grupo A, estão 20% dos produtos que respondem por 80% das vendas. No B, 30% que são responsáveis por 15% das vendas, e no C os 50% restantes que representam apenas 5% das vendas.

É importante notar que aqui você pode trocar produtos por clientes, por exemplo. Da mesma forma, esses percentuais variam um pouco dependendo do estudo que você tenha em mãos, mas a lógica se mantém.

Qual a importância de traçar a curva ABC na empresa?

De posse dessas informações, é possível fazer uma gestão de estoque mais precisa e eficiente ou, se estivermos falando dos clientes, decidir como será o relacionamento com cada um desses grupos.

Dessa forma, você não corre o risco, por exemplo, de perder os que estão no grupo A — ou seja, que trazem os maiores retornos — por falta de um atendimento mais personalizado. Por outro lado, consegue cuidar para não gastar demais com um cliente do grupo C, o que certamente lhe traria prejuízo.

Além disso, pode fazer um trabalho mais bem direcionado para aumentar a satisfação geral do seu público.

Assim como ocorre com os clientes, a determinação da curva ABC para os produtos em relação ao que eles representam em termos de vendas e faturamento é fundamental para otimizar a gestão de estoque. Com ela, você evita o desabastecimento das mercadorias que garantem a maior parte do seu faturamento e, da mesma forma, impede que seu estoque fique parado com produtos que têm pouca saída.

Agora você já sabe o que é a curva ABC e como ela é importante na gestão empresarial. Não deixe de usar essa ferramenta de gestão na sua empresa e garanta que os pesos e prioridades de clientes e produtos estejam corretos.

Gostou do artigo? Deixe um comentário contando como é a curva ABC da sua empresa!

Hey,

deixe nos comentários o que você achou deste conteúdo. ;)