Blog TULIPA ERP

Crescer na Crise Econômica: Conheça as estratégias simples, mas poderosas, que podem transformar os resultados da sua empresa

Porque algumas empresas tem conseguido crescer na crise econômica e outras não? Saiba quais estratégias que alavancaram os resultados de algumas empresas nesse momento de crise e terremoto político no Brasil.


Nas últimas semanas, o mercado começou a receber várias notícias positivas mostrando que a economia brasileira está começando a dar sinais de um início de recuperação, depois de um longo período de recessão.

“Financial Times diz que recessão no Brasil está chegando ao fim”
“Monitor do PIB aponta alta de 1,19% no 1º tri, diz FGV”
“A Crise Perto do Fim, diz Capa da Revista Exame”

Mas quando tudo parecia que estava indo bem, eis que surge mais um escândalo político. Dessa vez uma denúncia envolvendo o Presidente Temer, um verdadeiro terremoto político para o País, fazendo o mercado reagir imediatamente com notícias negativas (dólar sobe e bolsas caem)

E no meio de todo esse cenário, várias perguntas surgem na nossa cabeça:

  • E agora, será que a economia vai continuar crescendo?
  • Qual impacto dessa crise econômica no nosso negócio?
  • Como fazer nossa empresa superar tudo isso?
  • Como podemos crescer na crise econômica rapidamente?

(imagino que você também possa estar pensando exatamente nisso).

Será que existe uma saída rápida para superar esse momento?

A resposta é SIM!

Sim, pois existem vários exemplos de empresas que estão crescendo nesse momento de crise.

Qualquer que seja o tamanho e o segmento da sua empresa, acredite:

Mesmo na crise, existem várias estratégias que podem ajudar a alavancar o seu negócio.

Por isso, continue lendo esse artigo, pois nele você vai ter acesso a essas informações bem interessantes, quiçá elas possam ajuda-lo a melhorar imediatamente os resultados do seu negócio.

Aprenda sobre essas importantes estratégias para crescer na crise econômica:

  1. Mindset: Ajustando a sua Forma de Pensar
  2. Inovação: Comece a Pensar Nisso Agora
  3. Foco em Vendas: Sai Produto, Entra Cliente
  4. Plano de Negócios: Planejar e Acompanhar os resultados

Conheça casos reais de empresas e o que elas tem feito de bom e de ruim durante o período de crise econômica:

  • Empresa 1: Indústria do Segmento Metal-Mecânico
  • Empresa 2: Empresa de Software
  • Empresa 3: Empresa Fabricante de Peças Automotivas
  • Empresa 4: Fabricante de Equipamentos Industriais

 

1. Mindset: ajustando a sua forma de pensar


Imagem Mindset: Estratégia 1 para sua empresa crescer na crise econômica
Imagem Mindset: Estratégia 1 para sua empresa crescer na crise econômica

Quando os negócios não estão indo bem, tendemos a ter pensamentos negativos, ficando desmotivados, e até chegamos a acreditar que não conseguiremos reverter essa situação.

E no momento de crise econômica, esse sentimento negativo aumenta ainda mais, pois existem uma enxurrada de notícias ruins no mercado que ficamos vendo a todo momento.  

Então, o primeiro passo para você conseguir mudar qualquer coisa na empresa, é ajustar o nosso Mindset.

Mindset (ou Modelo Mental Predominante) é a forma de pensar que temos em relação a vida. E esse conjunto de pensamentos influenciam diretamente nos nossos resultados.

Se ficarmos pensando somente em coisas negativas, nossa vida ficará péssima e o resultado do nosso negócio também.

E se você é um empresário que está pessimista, provavelmente você está passando este mesmo sentimento para sua equipe.

Portanto, a partir de agora precisamos parar imediatamente de focar em problemas do governo, na crise econômica, em notícias de corrupção e qualquer outro tipo de notícia ruim que possa trazer qualquer pensamento negativo.

Para conquistarmos nossos sonhos e objetivos, precisamos ter sempre foco no positivo, muita dedicação e uma autoestimativa elevada.

É esse pensamento positivo que vai nos fazer criar soluções para superar qualquer dificuldade e vai nos dar energia para corrigir as falhas e, assim conseguir fazer nossa empresa crescer na crise econômica.

 

Não terceirize o seu problema para o governo

Se sua empresa não está indo tão bem, culpar o governo, a economia, a crise não vai adiantar de nada.

Você como empreendedor, deve assumir totalmente o controle e começar a agir rápido, pois você é o único responsável em conseguir reverter essa situação.

Ficar esperando alguma mudança por parte do governo ou cenário econômico, pode ser um risco muito grande e comprometer o futuro da sua empresa.

É importante que você entenda qual é o tamanho do impacto da crise na sua empresa e, caso o seu negócio esteja sendo afetado diretamente, é hora de pensar em uma solução.


👉 Vamos fazer uma reflexão:

Você acha que tem algo que possa ser feito na sua empresa para melhorar os resultados, independente da situação do país? Estou dizendo em melhorar algo interno na empresa.

Se sim, então comece a fazer agora!

 

Empresa 1: Indústria do Segmento Metal-Mecânico

Deixa te dar um exemplo real que aconteceu comigo:

No ano passado, quando estávamos bem no auge da crise, eu visitei uma empresa do segmento metal-mecânico, com faturamento anual na casa dos 8 dígitos.

E conversando com o Diretor Comercial dessa empresa, ele estava me dizendo que a situação estava difícil, o país em crise, as vendas haviam caído e tiveram que demitir uma parte do quadro de colaboradores.

Eu me lembro que perguntei para ele, quais eram os 5 clientes que traziam o maior faturamento para a empresa.

Ele começou a pensar, a contar nos dedos até que conseguiu me dizer quais eram.

Então eu fiz uma outra pergunta, se eles chegaram a visitar esses clientes para conversar e propor alguma estratégia para eles voltarem a comprar.

Sabe o que ele me respondeu?

Que eles nunca tinham visitado o Primeiro e nem o Segundo Cliente que mais traziam faturamento para a empresa. E eram clientes há mais de 10 anos. (uau!!!)

Como não estava conseguindo entender aquela situação, fiz uma outra pergunta:

Porque vocês nunca visitaram esses clientes?

Nesse momento, ele ficou em silêncio por uns segundos, olhando fixamente para o chão e me disse:

“Com certeza, estaríamos com alguns pedidos deles hoje.”

Nesse caso, a maior culpa da situação em que eles se encontravam será que era realmente a crise?

Imagino que você também deva estar pensando: Acho que não!

Demita a vítima

Sabemos que em um cenário de crise muitas empresas acabam sofrendo graves consequências no negócio. Uma crise pode trazer perda de clientes, demissão de funcionários, redução de estrutura, cancelamento de contrato com fornecedores estratégicos.

E o Empreendedor precisa saber lidar de forma racional com todos esses problemas, encarando a situação de uma forma direta, assumindo o controle da situação e não se colocar jamais no papel de vítima.

Nesse momento, você deve focar totalmente seus esforços na resolução dos problemas, não gastando tempo nem energia se lamentando.

Ficar reclamando, além de não resolver o problema vai desmotivar ainda mais toda a equipe, fazendo com que sua empresa demore mais para resolver as questões.

O segredo então é começar a agir! (e bem rápido)

E para começar, faça as seguintes perguntas para você mesmo:

  • Onde estamos errando?
  • O que precisamos fazer para melhorar?
  • Como eu posso contribuir?
  • Por onde começamos?

Agora, é só arregaçar as mangas e: Mãos a obra!

 

2. Inovação: Comece a Pensar Nisso Agora


Inovação para crescer na crise econômica
Imagem Inovação: Estratégia 2 para sua empresa crescer na crise econômica

Muitos Empreendedores ainda tem uma certa resistência de colocar em prática qualquer tipo de mudança, pois acreditam que isso requer um grande esforço da equipe.

Mas, por outro lado, acabam não enxergando que sua empresa está parada no tempo, com produtos desatualizados e processos totalmente defasados.

E, apesar dessa estagnação acabam investimento muito dinheiro para manter e tentar melhorar algo que o mercado não está mais afim de consumir.

Existe uma frase do Tom Peters (aliás ele mesmo disse que adora essa frase), que diz assim:

Será que você está pavimentando a trilha das vacas?”(como assim?!?)

Tom Peters explica que Pavimentar a trilha das vacas significa perder um tempão automatizando processos antigos.

Asfaltar as trilha das vacas, não vai acelerar o movimento delas e nem trazer nada de novo.

Por isso, empresas que tem processos antigos e complexos acabam pagando um preço muito alto, pecam pela ineficiência e demora na tomada de decisões.

Então, a Inovação tem sido outro grande diferencial para fazer sua empresa decolar e crescer na crise econômica!

E quando falo em inovação, não estou falando em você ter que investir quantias astronômicas em tecnologias avançadas.

Podemos começar a Inovar em pequenas idéias, mas que podem trazer grandes resultados.

O segredo é colocar a equipe para pensar em como podemos mudar ou criar algo que possa melhorar os nossos resultados e crescer na crise econômica.

Conheça o TULIPA ERP


Empresa 2: Empresa de Software

Deixa te dar um outro exemplo real, e dessa vez é o nosso próprio exemplo:

O mercado de Software de Gestão (conhecidos ERPs), vem passando exatamente por um período de inovação, pois as empresas que utilizam os Sistemas de Gestão querem acessar as suas informações de qualquer lugar, não ficando mais limitado a acessar os dados somente na sua infra-estrutura local.

“O novo momento exige acesso as informações do seu negócio de maneira ágil, de qualquer lugar e a qualquer hora, para isso, você tem que estar na Web, tem que estar na internet, na nuvem e não há outro caminho (diz Tom Peters).”

Portanto, se a empresa de Software não acompanhar esse novo momento da nuvem, ela pode estar fadada a deixar de existir nos próximos anos.

E uma coisa é fato! O crescimento da nossa empresa está diretamente relacionado a inovação, pois tivemos um crescimento de 2 a 3 dígitos anuais, a partir do momento que lançamos o nosso Sistema de Gestão Empresarial (ERP) 100% na nuvem que chamamos de TULIPA ERP.

 

3. Foco em Vendas: Sai Produto, Entra Cliente


foco em vendas para fugir da crise econômica
Imagem Foco em Vendas: Estratégia 3 para sua empresa crescer na crise econômica

Uma outra ação extremamente importante e que tem um grande impacto no resultado de qualquer empresa é Manter o Foco em Vendas.

É literalmente, tirar o foco no produto e voltar totalmente o foco da sua empresa para vendas!

De nada adianta se você tiver o melhor produto do mercado, o melhor processo de trabalho, a melhor equipe, se você não for para o mercado oferecer o seu produto.

E para você Manter o Foco em Vendas, separamos algumas dicas:

 

Sempre mostre valor para seu cliente

Quando o cliente está em busca de comprar algo, quase sempre ele não quer comprar um determinado produto. O que ele está buscando comprar é a “Transformação que esse produto pode trazer para ele.

Você não compra uma Aplicação Financeira no Banco. Você compra a Rentabilidade que essa aplicação vai trazer para seu investimento.

Procure sempre entender a necessidade do seu cliente, pois assim você conseguirá apresentar os benefícios que o seu produto poderá trazer para ele.

Quando o cliente entende os benefícios do seu produto, ele aceita pagar um valor maior por isso e muitas vezes, acaba nem pedindo descontos na negociação.

Uma outra ação interessante e que agrega muito valor na venda, é apresentar o retorno do investimento que o cliente terá com o seu produto.

E lembre-se, criar confiança é tudo em uma relação comercial!

Procure clientes novos todos os dias

Um dos pilares do crescimento de qualquer negócio é conseguir aumentar o número de clientes novos e o grau de participação da sua empresa no mercado.

Qualquer negócio que não tem um crescimento em novos clientes, pode ficar estagnado e até vir a perder mercado com o passar do tempo.

E para você conseguir novos clientes, veja essas dicas:

  • Tenha uma equipe de vendedores focada em buscar novos clientes
  • Estabeleça Metas de Vendas e acompanhe os resultados
  • Peça indicação para os clientes atuais
  • Faça parceria com empresas que possam vender os seus produtos
  • Participe de Feiras especializadas no setor
  • Faça propaganda em revistas especializadas
  • Tenha um site na internet ou uma Loja Virtual
  • Faça propaganda na Internet (Google e Redes Sociais)

 

Venda mais para os clientes atuais

Uma forma de aumentar o faturamento é criar estratégias para vender mais para os seus clientes atuais. Procure agregar mais produtos e serviços e, assim aumentar o ticket médio de vendas para o seu cliente.

Uma forma de fidelizar o seu cliente, é entender a necessidade dele e, ajudá-lo a conseguir consumir uma quantidade maior dos seus produtos.

Procure manter um contato frequente com seus clientes, trazendo sempre as novidades, para assim ele lembrar de você quando precisar comprar novamente.


Empresa 3: Empresa Fabricante de Peças Automotivas

Uma empresa que conheci, tinha uma estratégia muito interesse com seus clientes. Eles fabricavam engates automotivos e vendiam para lojas de auto-peças.

Eles conseguiram aumentar significativamente as vendas, quando começaram treinar a equipe de instaladores dos seus clientes, explicando a maneira correta de instalar o produto.


Empresa 4: Empresa Fabricante de Máquinas Industriais

Outra empresa que tive a oportunidade de conhecer, fabricava máquinas industriais e por mais de 50 anos nunca tiveram uma equipe para oferecer peças de reposição aos clientes.

Eles sempre trabalhavam com a venda receptiva, ou seja, ficam esperando o cliente entrar em contato para comprar.

Como as vendas de máquinas novas havia caído consideravelmente, eles começaram a ligar para toda a sua base de clientes e oferecer peças de reposição com condições especiais. Com isso, conseguiram montar um estoque de peças para pronta-entrega, baseado no histórico de vendas e, assim atender rapidamente a demanda dos seus clientes.

Qual foi o resultado dessa ação? Um aumento considerável no faturamento da empresa.

 

4. Plano de Negócios: Planejar e Acompanhar os resultados


Tenha um plano de negocio para fugir da crise econômica
Imagem Plano de Negócios: Estratégia 4 para sua empresa crescer na crise econômica

Um Plano de Negócios claro e objetivo é um outro fator muito importante para verificar se a empresa está no caminho certo.

O Plano de Negócios é o mapa onde são traçadas todas as metas da empresa em um determinado período, mostrando claramente as previsões de receitas, despesas, recursos financeiros, materiais e humanos necessários.

Uma vez elaborado o Plano de Negócios, o Empreendedor deve fazer o acompanhamento constante, para verificar se o que está sendo realizado está dentro dos parâmetros que foram estabelecidos, evitando assim custos desnecessários e desvios que possam comprometer a saúde financeira da empresa.

Uma empresa com um Plano de Negócios bem controlado, consegue ter informações confiáveis para tomada de decisões e fazer rapidamente as mudanças quando necessário, conseguindo assim fazer sua empresa crescer na crise econômica. 

Existem 2 indicadores financeiros que complementam o Plano de Negócios, que são:

 

CONCLUSÃO

Manter uma empresa e fazê-la crescer na crise econômica, é um desafio enorme e o Empreendedor tem que estar muito bem preparado.

Mas temos acompanhado várias empresas que tem conseguido atingir taxas de crescimento de 2 a 3 dígitos nesse período.

O segredo é procurar entender o que essas empresas tem feito, manter o foco no nosso negócio e não se deixar contagiar pelas notícias diárias da crise econômica.

Mas e você? O que tem feito para crescer na crise econômica e melhorar o resultado da sua empresa? 

Deixe um comentário contanto sobre sua experiência.

 


Marcadores:

Deixe um comentário abaixo ;)

  • Ricardo Alvarinho

    Olá pessoal!

    Se você quiser trocar algumas experiências sobre estratégias para sua empresa crescer na crise econômica ou até mesmo precisar de alguma ajuda para colocar em prática as dicas acima, fique à vontade para falar comigo!

    É só deixar um comentário aqui, que retornarei o contato, assim que puder.

    Um abraço e bons negócios 😉

  • Edilson Furtado – Projetista

    Li uma matéria um tempo atrás que, estamos vivendo um período em que deveremos buscar fazer mais, melhor com menos. Entendo que este menos, seja com menos custo, menos tempo, porém, com a mesma ou então até mais qualidade, pois tem que ser melhor. E se faz mais, isto que dizer com menos tempo.
    Sabe quando se fala em relacionamento entre um casal, onde diz: Se Vc for ficar com alguém pensando em ser feliz, não fique. Só se for pra faze-la feliz. Penso que nos negócios, também seja assim e nesta direção, buscar fazer mais, melhor com menos.
    Um abençoado dia.

    • Ricardo Alvarinho

      Olá Edilson!

      Esse deve ser o objetivo, sempre buscar fazer mais e melhor!!
      Continue acompanhando nossos artigos e fique a vontade para compartilhar com seus amigos.
      É só clicar nos ícones das redes sociais (facebook, linkedin, etc..)
      Um excelente dia e bom trabalho 😉

  • Filipe Santos

    Otimo conteudo!
    Exelente dicas para esse momento conturbado que o nosso Brasil passa, com certeza vai auxiliar muitos gestores a vencer essa crise!
    Parabens pelo material!

    • Ricardo Alvarinho

      Perfeito Filipe!
      São dicas que podem nos ajudar muito.
      Abrs e bom trabalho 😉